Capela Santo Antonio de Castro será restaurada

A Escaiola Arquitetura Rara anuncia que a Capela Santo Antonio de Castro, patrimônio histórico do município de Carlos Barbosa/RS construído em 1916, será restaurada. O projeto, aprovado nesta semana e considerado prioritário pelo Conselho Estadual de Cultura, foi desenvolvido pela Escaiola, através da arquiteta Juliana Betemps. Com a iniciativa, a Escaiola oferecerá uma solução completa em restauro do patrimônio histórico, na medida em que, além do projeto arquitetônico, a Escaiola é responsável também pela produção cultural e pela execução da obra.

O plano de uso prevê a instalação de equipamento de multiuso cultural, apto a receber exposições, mostras, danças, espetáculos sem palco, cursos e oficinas, reuniões e outros eventos culturais de pequeno porte, públicos ou privados. A gestão do espaço se dará pela Associação L’Amore Di Colonia, integrada por empreendedores locais de turismo rural. A capela é um dos atrativos do roteiro.

História

Em 1886, Domenico Faganello e Francesco Zanon entregaram à sociedade da igreja uma fração de suas terras para que nelas fosse levantada uma Capela em honra de Santo Antônio de Pádua. Foi assim que começou a formação e a afirmação do povoado de Santo Antônio. A Capela de Santo Antônio foi uma das primeiras a serem construídas seguindo todos os trâmites legais: terra escriturada em nome da Mitra e projeto aprovado pela Cúria diocesana.

A Capela levou 8 anos para ser construída, com tijolos feitos no local. O barro era amassado com os pés e colocado em formas de madeira. A areia necessária era buscada pelos moradores a cavalo, em Ipiranga, hoje Imigrante. As pedras utilizadas na construção da escada foram tiradas da pedreira de um próprio morador, salientando a importância que a edificação provinha à comunidade.

Hoje, a Capela de Santo Antônio de Castro se encontra tombada pelo Patrimônio Histórico Municipal desde 18 de setembro de 2003, onde, além dos aspectos históricos, também possui um importante acervo de afrescos, que se destacam pelos méritos artísticos e culturais, além da beleza e a simplicidade envolvidas em um espaço de muita fé adorado pelos moradores da comunidade, que tem como objetivo preservar esse importante patrimônio fundamental e tão significativo da colonização italiana e de sua religiosidade, deixado pelos seus descentes.

Por seu grande caráter histórico e por estar localizada em uma das principais regiões turísticas do Rio Grande do Sul, a restauração da Capela de Santo Antônio de Castro, será de fundamental importância para Carlos Barbosa e região, bem como à preservação e ao culto à memória da imigração italiana no Estado. Tendo por referência a região rural italiana de onde provinham os imigrantes, a vida nas colônias estruturou-se ao redor das instituições religiosas, modelo de organização sociocultural que persiste fortemente até os dias de hoje.

(Foto – Escaiola)

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo